Você é o VIP nº 1722854


Corpo em forma

Por Ani Lacerda, Personal trainer - CREF - RS-015967-G
e-mail: ani@acadciadocorpo.com.br

EXERCÍCIOS DE ALTA INTENSIDADE

O grande fenômeno da atualidade em relação ao treinamento físico são os exercícios de alta intensidade, que estão ganhando popularidade devido a abrangência de características e aos grandes benefícios  que proporcionam, sendo procurados por diversos tipos de pessoas. Entre os principais benefícios deste tipo de treinamento estão a melhora da capacidade cardiorrespiratória, acelerar o metabolismo, melhora de diversas aptidões fisicas como força, resistência, agilidade, além de proporcionar gastos calóricos muito elevados. Porém, algumas questões estão sendo abordadas:

Qualquer pessoa está apta a executar os exercícios?

É seguro realizar estes exercícios?

Existe um nível mínimo de treinamento para se iniciar uma modalidade de alta intensidade?

Em princípio, qualquer indivíduo pode se beneficiar com este tipo de prática, porém, se não forem seguidos alguns critérios durante a execução destes exercícios, os prejuizos podem ser muito grandes.

 

PLIOMETRIA (Saltos): Muitas modalidades de alta intensidade utilizam diversos saltos como parte do treinamento, aumentando a potência muscular dos praticantes, principalmente nos membros inferiores. Entretanto, a falta de cuidado pode sobrecarregar os ligamentos e as articulações de pessoas que não estejam devidamente adaptadas a este tipo de prática, ou se elas forem realizadas em um ambiente que não esteja devidamente preparado, como obstáculos instáveis ou mesmo irregularidades no piso, podendo acarretár também outros tipos de lesões como quedas e entorses

 

FORÇA DE RESISTÊNCIA: Os exercícios de força de resistência como agachamentos, arremessos e levantamentos solicitam mais de um grupo muscular para serem realizados, promovendo um aumento da força global. No entanto, um dos fatores que merece bastante atenção são as séries com grandes números de repetições utilizando sobrecarga, onde é preciso manter a postura e a execução correta do exercício do início até o final, pois negligenciar estes aspectos pode provocar sérias lesões musculares e articulares

 

TREINAMENTO AERÓBIO: O aumento da capacidade cardiorrespiratória é indispensável para melhora do condicionamento geral do praticante, além de proporcionar uma melhor capacidade de recuperação do organismo. Porém, escolhas simples como a realização de exames médicos periódicos e a utilização de calçados adequados para esta pratica podem determinar o sucesso ou o fracasso do treinamento, sendo que a falta destes cuidados podem prejudicar ou até mesmo afastar o praticante do treinamento

 

ALIMENTAÇÃO E HIDRATAÇÃO: A maioria dos exercícios de alta intensidade tem um nível de gasto calórico mais elevado que os exercícios isolados, necessitando de mais energia para serem executados, sendo assim indispensável uma alimentação e uma reposição líquida adequada. . A melhor opção é consultar um nutricionista para que ele possa adequar sua alimentação à sua rotina de exercícios, evitando a ocorrência de desidatração, hipoglicemia, desmaios, câimbras, entre outros fatores prejudiciais à saude. Sendo assim, para que se obtenham os melhores resultados com menor risco, aconselha-se que os praticantes iniciem respeitando os niveis de dificuldade adequados ao seu condicionamento, aumentando gradativamente a intensidade conforme a sua evolução, sem negligenciar uma alimentação correta e sempre seguindo as orientações de profissionais que devidamente capacitados.

 

Texto escrito por  RAFAEL DE ASSIS GUSMÃO - CREF 017778 - G/RS

Páginas 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30


voltar ao topo